Pra valer a vida, ame

White lily

Por Aiman Rodolfo Braga

Já me disseram que a maior dor que existe é a de perder um filho. Bom, é verdade. Nas últimas 24 horas, tive que sentir isso. Uma sensação de que alguma coisa foi arrancada de dentro de mim. Minha filha Sayuri faleceu na noite passada com apenas dois dias de vida. Eu não tenho nem como tentar te contar sobre a dor e a saudade que estou sentindo. Neste momento, não tenho estômago, nem paciência, para tentar fazer isso. Mas eu queria dizer uma coisa. Primeiro, que nunca me senti tão amparado e acolhido por tantas pessoas. Acho que pela primeira vez na vida, não estou me sentindo nem um pouco só. E segundo, mas não menos importante, quero dizer que eu nunca senti tanto amor antes. Nunca senti nada parecido com o que senti nos últimos quatro dias. Sayuri viveu dois dias, mas durante nove meses foi o maior presente que eu pude receber. Nada no mundo é tão desafiador e engrandecedor quanto ter um filho. Durante nove meses tive que encarar todos os meus medos e infantilidades para poder crescer. Todas as bobagens de relacionamento, todas as intrigas e egoísmos tiveram que dar lugar ao amor. Eu tive que experimentar o pior e o melhor de mim. E sim, foi difícil! Ter que encarar o pior de mim foi difícil. Com minha namorada, aprendemos muito sobre outro, sobre a entrega, sobre o amor. E eu sinto uma gratidão muito grande por isso. Tenho uma gratidão muito grande por ti shuny, por ter me trazido este presente. Sim, minha filha, você foi um presente. Tive que abrir espaços no meu ser que não fazia ideia que existia, só para tua simples chegada. Então, acima de tudo, Sayuri, você foi um presente. Um presente da vida, um presente da natureza, um presente do amor. E a despeito da dor que estou sentindo agora, a sua existência me faz acreditar mais na vida. De que é possível, de que vale muito à pena amar. E eu te amo com todo o meu coração.

Eu quero pedir para todos da comunidade onde vivemos, que levem a Sayuri como símbolo de amor, não de morte. Vocês nos viram em cada momento, em cada dificuldade, nos foram parceiros, brigaram e amaram a mim, a shuny e a sayuri. E a vocês eu sou muito grato. Mas eu quero pedir que, por amor a ela, continuemos a construir a vida, que continuemos a ser rebeldes, que continuemos a plantar o amor de maneira consciente, radical e alternativa. Pois para mim ela também é fruto dessa vida que a gente leva aqui. Ela também é um amor para todos. Obrigado por me ajudarem a enfrentar a dor com tanta coragem. E só deixo esse pedido. Que por amor a Sayuri, sigamos sendo revolucionários e encarando a vida como ninguém faz. Que a gente continue a aprender que às vezes, quanto maior é o amor, maior pode ser a dor. E para ti Sayuri, obrigado por ter passado pela minha vida. Nenhuma dor vai apagar o amor que eu sinto por ti. Onde quer que você esteja, só leve nosso amor. Nunca vou esquecer você nos meus braços.

Meu primo me disse ontem uma coisa que gostei de ouvir. “Para natureza, a Sayuri é como uma folha, uma folha linda que viveu e caiu”. Para mim, você, minha filha, foi uma semente que moveu amor no coração de muita gente neste planeta.

Obrigado shuny, meu amor, e obrigado aos meus amigos.

4 comentários sobre “Pra valer a vida, ame

  1. Rodolfo a sua estrela foi para um lugar lindo e estará te olhando e te guiando aonde quer que você esteja com muito amor e admiração pelo pai maravilhoso que você é!

  2. Nossa! Que GRANDEZA!!! Quando ficamos sem palavras, tu Aiman, conseguiu mostrar que a vida é muito maior! Parabéns pelo olhar maduro, cheio de dor, mas sereno no acreditar na vida e no AMOR. Me comoveu profundamente, mas este olhar é como chegar a um pico. Sei que a Sayuri trouxe a mensagem da vida, porque senão você não escreveria estas palavras da alma. Meus sentimentos a ti a querida Shuny.

  3. De repente lágrimas brotaram do meu coração pelos meus olhos. Eu queria dizer algo, uma palavra de conforto ou alento, porém tudo o que li é tão cheio de amor e resignação que eu só posso dizer GRATIDÃO por compartilhar tanto amor!

  4. Quanta grandeza e evoluçāo como ser humano, Rodolfo. Soube ontem a noite quando fui procurar alguma notícia ou foto da sua filha… E aí mal consegui dormir quando li esse texto. Deu vontade de te dar um abraço e de abraçar essa māe que nem conheço. Só desejo que todo esse amor e sabedoria continuem fortes e transbordem nesse processo de cura. Acredita no Universo. Ele sabe o que faz. É muito bonito ver que apesar de toda a dor que tas sentindo, consegues enxergar tudo que ganhaste com a breve vida da tua filha. Obrigada pela liçāo. Vou levar comigo. “Pra valer a vida, ame”. Sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s