O corpo transmite o tesão para o coração

desejo

por Prem Milan

Atrasamos o novo texto porque o ‘Fakebook’ nos boicotou na alegação de que o blog é um produto, mas não estamos vendendo nada. Por isso a gente não conseguiu divulgar o último post. Então, logo de cara, te convido a burlar esses apoiadores da ignorância e do preconceito.

O corpo tem um fluxo energético, naturalmente a energia vai fluindo. A energia sexual vem lá de baixo e passa pelo coração. O fim dela não é o coração, ela chega ainda mais acima. Mas essa passagem pelo coração é o maior deleite que podemos ter como ser humano. A constituição de nosso corpo ao longo da vida vai determinar muitas coisas. A base na qual ele está formado começa lá na infância. É lá que a gente vai construindo bloqueios na nossa energia. Exemplo: os pais não gostam que a criança chore, então eles ficam o tempo inteiro desviando a atenção dela da dor, do choro, criando distrações como o mel na chupetinha… A dor não expressa vai ter que ficar contida. E a região principal onde a dor fica contida é no peito. Como a expressão dessa energia acontece subindo e saindo pra fora, você precisa criar uma prisão pra ela ficar lá. E essa prisão é o que chamamos de couraça muscular. E posso afirmar que essa prisão é maior que o Presídio Central. Esse espaço ocupado por esses sentimentos reprimidos impede a energia sexual de subir. Normalmente passa muito pouquinho, às vezes, nada. Então, a expressão desses sentimentos reprimidos é fundamental para dar espaço para a energia sexual chegar ao coração. Se esse espaço estiver ocupado por dores da rejeição infantil, do descaso, do abandono dos pais, vai fazer que quando a energia sexual bata ali, ela não passe. Ou, quando passar em pouca quantidade, acione essas feridas infantis. Por isso, quando nos apaixonamos, pouco tempo depois ficamos em estado “regredido”. Os casais começam a ter atitudes infantis um com o outro, porque essa é a energia que está ali.

Então você tem que abrir essas couraças para que a energia possa subir. O único momento que isso acontece de forma mais intensa é quando nos apaixonamos. Porque o amor é o verdadeiro milagre da existência humana. Por isso ele é tão inexplicável. No momento em que nos apaixonamos as couraças abrem um pouco e a energia passa. O amor tem o poder. Por esse motivo, durante duas ou três semanas, ficamos extasiados, amorosos, sensíveis, fortes. É um retrato daquilo que podemos ser, mas logo depois essas couraças se remontam e essa energia que passou vai ativar dores infantis presas e começam a disparar regressões e atitudes infantis. Você começa a testar seu parceiro, ficar inseguro de ser abandonado, de ser rejeitado, de sofrer, de ficar sensível e o outro te atropelar, que são coisas que acontecem na infância com os pais. Aliás, lembrem-se: o primeiro homem e a primeira mulher que você amou foram seu pai e sua mãe, então, um dos fundamentos básicos é que, vinculado ao sentimento, você tem que “abrir” seu peito.

Já que você punheta muito a respeito de terapias corporais, fica muito preocupado com certificados, talvez isso seja um serviço para um torneiro mecânico. Mas, se você não for um cagão, a Bioenergética pode ser uma ferramenta muito boa. Você deve estar pensando: “o Milan está puxando brasa pro seu assado”. É óbvio que eu vou puxar, não sou burro nem nada. Só que o meu assado é muito bom.

Logo abaixo do peito tem o diafragma, que é um retentor fortíssimo de energia. É o principal retentor de raiva, digamos assim, é o “bará-tranca-rua” do corpo. Quando você tranca raiva, o que você faz? Já pensou? Já observou? Você, ser humano tão dedicado ao autoconhecimento. A primeira coisa é trancar o diafragma para a respiração não chegar em baixo e a raiva não vir pra fora. E para dar uma ajuda a mais, contrai a mandíbula. Essa raiva também é aprisionada dentro da couraça muscular. Ora, você passou a infância inteira querendo mandar sua mãe catar coquinho e seu pai chupar pirulito na esquina. E o que você fez? Engoliu. Todo o autoritarismo, manipulação, toda a subjugação, crítica, cobrança, invalidação, todo o descaso gera muita raiva dentro. E você vai segurar no diafragma. Quando subir a energia do teu tesão, o diafragma não quer nem saber, tranca. Não importa o sentimento, ele tranca. Ele se acostumou a trancar para poder sobreviver, ficar submisso aos pais e aos seus valores. Também é fundamental isso, você vai ter que colocar sua raiva pra fora. Quando você transa forte, quando o bicho pega, vem uma sensação de raiva muito forte pra fora. Porque, ao passar por ali, a energia vai ativar essas raivas, além disso vai disparar na pessoa desejos de dominação, controle, subjugação do/a outro/a. Isso acontece direto com os casais. Assim como ativa a vontade de ser o/a submisso/a, bunda-mole, dependente. E quando acontece o amor, assim como aconteceu com o peito, vem uma abertura e você começa a ser mais poderoso e mais forte.

E poderoso também na cama. Tem um monte de homens e mulheres que são muito meia-boca na cama. Tudo isso se deve a essas emoções aprisionadas ali no diafragma. Do centro de energia sexual até o coração tem que passar pelo diafragma. Aí o bicho pega, e soltar o diafragma é encarar a raiva.
Não é por acaso que tem aquela tradição italiana que diz que depois de uma bela briga os casais transam bastante. Não é só com os italianos. É assim. Porque dá uma desafogada no diafragma. Mas a solução não é ficar brigando com o parceiro, porque isso é de curta duração. Você precisa se autoconhecer mesmo e entrar profundamente na expressão da raiva. A grande maioria dos casos de impotência sexual ou frigidez vem de pessoas que reprimem muito sua raiva, que quase não expressam raiva. A ejaculação precoce já é mais das pessoas que transformam a raiva em tensão. Estão sempre tensas, irritadas. O primeiro exemplo é mais de um abafador da raiva, ele abafa no próprio corpo.

A liberação da raiva e da dor é um passo fundamental para abrir o caminho e a energia subir. Primeiro você vai ter que produzir essa energia, depois vai ter que ter o caminho para movê-la. Então, o passo fundamental é desbloquear esses dois segmentos. Sugiro que você trabalhe isso com Bioenergética, meditação AUM e meditação dinâmica. O próprio caminho aberto faz com que a energia se desloque para cima com muito menos esforço. Se você quer ter sexo com profundidade e conexão com o coração você tem que mexer com o seu ser. Precisa abrir esses portões. E o beneficio não vai ser só no sexo, e sim em todas as áreas da sua vida. E vale muito a pena o esforço, porque a energia sexual chegando ao coração é o ouro da nossa existência. É o que dá sentido à vida.

Um comentário sobre “O corpo transmite o tesão para o coração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s