Adolescência e maioridade da ousadia de criar a vida

Aniver Comunidade

Por Prem Milan

Setembro de 2015. A comunidade Osho Rachana completa 11 anos e o Namastê 18. É um dia de glória destes lugares que buscam sempre explorar novos caminhos, novos espaços, que de fato estamos vivendo de uma forma diferente, que de fato estamos buscando encontrar um amor de uma maneira mais verdadeira e profunda. Estamos vivendo e descobrindo nossa sexualidade, criando novos caminhos, novas alternativas. Nós estamos criando para nós e possibilitando que os demais também possam ter. Nós não queremos ser uma unanimidade, longe disso, nós queremos criar a nossa própria história, não mental, física, concreta. Hoje a comunidade Osho Rachana é 70 por cento autônoma de alimentação orgânica criada por nós mesmos. Além de ecológicos nosso foco maior está na sexualidade e no coração. Comida limpa, ar puro, natureza bela, sexo vivido e amor experimentado. Passamos por dificuldades e questionamentos por momentos, estamos aqui por escolha. Muitas pessoas ficam com inveja mas existe uma grande maioria que tem uma admiração pela nossa coragem e ousadia. Obrigada! Realmente tivemos coragem de romper com nossos próprios padrões, nossa acomodação, para descobrir como é bom viver numa comunidade, fazer bioenergética, fazer meditação do Osho, fazer AUM. Tem-nos trazido uma qualidade de vida excelente e é esse tipo de qualidade que a gente quer. Tem pessoas que não querem esse tipo de qualidade, preferem outro. Tudo bem. Nós não queremos impor isso para ninguém. Nossa comunidade está lotada. Que bom! Estamos de porta aberta para partilhar a nossa experiência, o nosso amor, a nossa alegria com vocês também, e essa é uma história de luta com muitas frustrações, muitas decepções, muitas alegrias, muitos êxtases. Estamos felizes por existirmos. Nossa comunidade, nossa atitude com o amor e com a sexualidade não está em nossas cabeças, está numa vida real. Tentamos viver cada vez mais a liberdade do amor. E quer coisa mais bela do que dar liberdade ao amor? Se você não concorda ou não consegue, tudo bem, para nós também foi difícil. Não é uma regra para todo mundo, é para aqueles que querem. Se você quer estar casado ou ter uma relação fechada é tua escolha, como diria o Caetano cada um sabe a dor a e delícia de ser como é. Na nossa experiência temos tido mais delícias, mas também dores e a dor cada vez tem nos gerado mais crescimento, e a delícia tem nos impulsionado para querer mais da vida, para sonhar mais, voar mais alto. Nós não estamos aqui só para pagar as contas, estar seguro, ter conforto. Nós queremos mais vida, mais excitação, mais desafios, maior conhecimento a respeito de nós. Isto é ofensivo a alguém? Lembro-me do Fernão Capelo Gaivota quando ele foi jogado ao centro da roda, o que há de errado em voar mais alto e conhecer novos céus? Eu simplesmente quero partilhar com vocês meus irmãos das minhas descobertas, não quero obriga-los, quero apenas partilhar meus voos para céus estonteantes que conheci, dos mergulhos profundos que eu dei e dos saborosas peixes que encontrei em aguas mais profundas. Há algo de errado nisso? (Fernão capelo gaivota de William Bach)

Esta é a nossa aventura! Queremos experimentar viver de forma diferente com nossos filhos, nossos amores, nossos amigos. Ter uma relação de amizade diferente! Quantas pessoas nesses anos já passaram por aqui? Conexões que trouxe para suas vidas, experiência. Mesmo aqueles que partiram tem lembranças dessas conexões. Cada um escolhe caminhos diferentes, tudo bem. Nós também escolhemos transformar. A comunidade cada vez muda mais. Tivemos várias fases diferentes, mas crescemos, estamos cada vez mais maduros. Essa comunidade não está nas nossas cabeças está ali na rua Anielo Feula 1540 no bairro Cantagalo. É concreta e está de portas abertas para todos aqueles que querem partilhar. Não é a única forma de vida não, esta é a nossa maneira. O Namastê também não está na nossa cabeça, está ali na Rua da República 528. Este lindo prédio que é concreto, objetivo. Muitas vezes não é fácil criar algo diferente, não é fácil as pessoas aceitarem isso. É história mundial: Joana D’arc, Giordano Bruno, Galileu Galilei, Charles Chaplin, Willihelm Reich, Che Guevara, Osho e por aí a fora. O novo sempre mexe com o velho e muitas e muitas vezes entra em contraposição e isso é belo! É isso que faz as coisas evoluírem, crescerem. Nós temos opiniões sobre muitas coisas sim e é bom que as pessoas tenham opiniões e as defendam, isso é saudável, isso é ter poder, isso é ter liberdade. Nós não nos escondemos no anonimato, nós defendemos claramente a vivência da sexualidade e estudamos, ousamos, experimentamos, estamos criando um conhecimento, estamos desenvolvendo formas, maneiras de como nos aprofundar nisso, como ligar mais profundamente como coração. Essa é uma caminhada e uma jornada fundamental para nossas vidas. Nós somos muito orgulhosos disso sim, por que nós lutamos por isso espaço por espaço, tivemos muitas vezes que enfrentar oposição da família, amigos, namorados, namoradas, corremos riscos, passamos por medos. Muitas vezes questionamos: será que estamos viajando? Será que não estamos equivocados? Mas cada vez mais temos certeza de que juntos nós estamos criando algo muito belo, muito doce. Quando nós vimos a nossa volta nossas criações, quando olhamos para o que nos cerca, isso nos dá absoluta certeza de que estamos no caminho. Onde vamos chegar, não sabemos. Mas estamos indo, sentindo cada passo, cada momento, fazendo desse próprio caminho uma aventura, uma alegria. Aceitamos nossas dificuldades e nossas dores como aceitamos o presente que a existência está nos trazendo. Esse é um caminho que muitos ajudaram a construir. Muitos que até não estão mais conectados e que resolveram seguir outros caminhos. Alguns com mágoas, ressentimentos, outros por escolha. Mas este é um caminho que está acontecendo. Somos uma referência para muitas pessoas e um refúgio seguro para aqueles que necessitam se reequilibrar e se reencontrar. Não sonhamos em mega expansões, não sonhamos em ter milhões de adeptos, companheiros no facebook. Não! Um milhão de amigos deixa pro Roberto Carlos. Nós queremos é degustar a vida seja na sua amargura, na sua doçura, na sua suavidade, na sua rispidez. Não queremos evitar nada, queremos navegar por todos os espaços aceitando tudo o que acontece. Estamos buscando a nossa luz, estamos muito felizes porque pouco a pouco estamos conseguindo na prática viver esse texto creditado ao Nelson Mandela:

Nosso grande medo não é o de que sejamos incapazes.
Nosso maior medo é que sejamos poderosos além da medida. É nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos amedronta.
Nos perguntamos: “Quem sou eu para ser brilhante, atraente, talentoso e incrível?” Na verdade, quem é você para não ser tudo isso?…Bancar o pequeno não ajuda o mundo. Não há nada de brilhante em encolher-se para que as outras pessoas não se sintam inseguras em torno de você.
E à medida que deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo.

Vivendo a nossa verdade estamos dando permissão para você viver a sua também!

Neste final de semana venha desfrutar conosco a comemoração do nosso aniversário com torneio de futebol feminino e masculino, teatro, festa, muito amor e alegria. Lá na Comunidade Osho Rachana. Quem estiver a fim liga para a gente no Namastê 32867485.

Convidamos a todos também para a celebração do Aniversário do Namastê nessa sexta feira, dia 25/09, às 20h no Largo Zumbi dos Palmares. Apresentação do teatro de sombras “EuProjeção”. Te esperamos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s