Suas safadas! Vão para um psiquiatra ou para um padre!

latuff

Por Prem Milan

Onde é que essa gente pensa que está? O que eles querem da vida?

Nós, que acordamos toda maldita manhã e vamos para os nossos trabalhos, pagamos nossos impostos em dia (com desconto, quando dá) e agora nem multa mais temos no carro para ter desconto. Nós, que frequentamos shoppings, cinemas, restaurantes. Nós, que respeitamos uns aos outros, criamos nossos filhos, levamos eles a faculdades, garantimos que terão bons trabalhos, bons empregos. Nós, que sacrificamos a vida inteira para construir essa vida! Nós, que fazemos ainda mais sacrifícios para ter as nossas televisões de LCD, compramos colchões modernos e à noite não podemos dormir sossegados tendo que ouvir umas vagabundas gemendo, gritando! Como ousam? As brigas lá do terceiro andar ainda vai, ainda passa! Aquele desgraçado daquele cachorro a gente atura, aquela televisão alta também faz parte. A música idiota que aquele cara ouve, sim! Aquele cara batendo na mulher ou nos filhos regularmente. Agora, barulho de sexo?! Nós não suportamos!

Vou pedir pro Fortunatti fazer uma lei pra cortar o clitóris dessas mulheres porque é um absurdo ter que nos lembrar todo dia que existem esses gemidos! Enquanto a gente se fode, essas pessoas tendo prazer? Que ódio!

São mesmo umas mal educadas. Eu tomo meu antidepressivo e não incomodo ninguém, nem a minha mulher. Pelo amor de deus, síndico, triplica a multa! Só cento e vinte reais? Eu tive que passar o dia inteiro pensando que eu tinha que praticar esse tipo de coisa que, só de pensar, eu já fico em pânico. Então fui ao meu psiquiatra e ele aumentou a dose. A que ponto chegamos!

E essas gurias vieram reclamar de uma multa às quatro da tarde! Veja bem, em pleno horário comercial e elas praticando sexo! Ora, de tarde, quando a gente quer, tem uns inferninhos, tem um ali na Demétrio Ribeiro que eu conheço, tem outro ali na Câncio Gomes. Agora, num prédio familiar, praticar sexo? E nossas crianças ouvirem aqueles barulhos? Prefiro que eles fiquem em frente à TV vendo tiros ou as granadas explodindo naqueles jogos. Pelo menos não vão se perverter!

Aí eu vou perder minha vontade de trabalhar – e eu tô lutando pra completar 35 anos de trabalho pra poder me aposentar e (aí, sim!) curtir a vida. Tá certo que eu tô velho, mas inventaram o viagra e isso é uma tecnologia que vai nos ajudar. E a nossa sociedade ainda é bem organizada: nós, através do síndico, conseguimos chegar ao dono do apartamento e vamos expulsar essas vadias. Ah, vamos! O silêncio cristalino e purificador vai permanecer no prédio. As nossas crianças não vão ter de lembrar que existe esse tipo de coisa e nem nós porque isso aí tira o foco do trabalho, tira o foco da família. Se quer ter prazer, vá a um bom espetáculo: agora tem Porto verão Alegre! Belos espetáculos de teatro, música… vá a um bom restaurante, a gente pode indicar um. A gente sabe que o sexo é perigoso. Quando você tem mais experiência, você vê que aquelas coisas são ímpetos da juventude, depois a gente vai se acalmando. E o Fortunatti… eu sei que é dos nossos! Tem boa índole, tá sempre ali na Zero Hora, fala bonito, é comportado. Dizem que na faculdade era um grande covarde, mas isso é papo de comunista. Nós temos é que executar a lei antirruído sexual! Dá pra fazer sem ruído, rapidinho, que ninguém note… agora, essa gente quase todo dia fazendo isso?! Coisa de desocupado! Espero que a sociedade se sensibilize. Eu sei que a imobiliária também vai tomar suas providências. E ainda vieram reclamar pro síndico que já foram três multas para elas e não multaram o cara que toca o som alto!

Essas pessoas têm que pensar na questão moral. Nós temos que manter uma moral, é o que espero de você, que tem seus filhos, e você, que vive num prédio. Eu sei que é raro ouvir um barulho sexual. O pessoal é bem educado. E eles… eles têm uma seita por ali que diz que quem não querer barulho (nem sexo) é coisa de morto. E eu já digo que é uma coisa da pessoa que tá em paz: chega um momento na vida que você sente uma paz. Pode ser parecido com o cemitério, mas é só parecido. O silêncio é que é igual. Pode olhar: a gente caminha, anda… só ri lá de vez em quando, mas a gente caminha. Sexo é bom lá na juventude, assim… e sem muito barulho! Espero que todos vocês se juntem num abaixo assinado. Onde é que já se viu? Então, gente, vamos parar com isso. Eles querem tudo isso aí, mas eu só quero terminar meu trabalho, me aposentar e depois vou morar numa praia, pescar todo dia, comprar uma SKY com 1485 canais e vou ficar tranquilo ali. Então, esperamos teu apoio pra isso: contra o barulho sexual.

P.S.: Eu sou obrigado a escrever um texto assim porque eu fico chocado! E o pior de tudo é que é gente jovem que reclama de barulho sexual. Eu sei o porquê: porque devem estar com seus parceiros e não têm tesão neles. Ficam loucos quando escutam barulho sexual porque lembram que a pessoa tá viva. Eu prefiro mil vezes dormir com sons sexuais do que barulhos de tiro, cachorro, televisão, brigas… mil vezes! O sexo e a energia do sexo reverbera pra todo mundo que tá em volta. Principalmente com pessoas vinculadas ao coração. Provavelmente as pessoas que estão brabas devem gostar de frequentar puteiros… Eu aconselho essas moças a não pagarem essas multas, a processarem essa torpe. A gente vai auxiliar a processar o síndico, o proprietário do apartamento e tudo mais por crime ecológico: estão tentando destruir a natureza humana! É mais grave do que desmatamento porque depois que o ser humano perder seu prazer e sua alegria, pode explodir o planeta, porque não serve pra mais nada.

 

Imagem cortesia Carlos Latuff

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s