Relacionamento = Certificado de Propriedade

blog relacionamento

Por Milan

Parece tão absurdo mas virou isso. É exatamente o que está acontecendo na prática com as coisas. Uma vez era o casamento, agora os relacionamentos em geral viram isso. Comecei a pensar sobre a questão quando teve uma amiga minha que veio me procurar para falar que estava saindo com uma pessoa. Eles estavam ficando e estava legal, tinha um contato emocional. De repente ela sentiu que estava afim do cara e disse para ele. Ele disse que estava afim de gastar aquilo, que queria transar mais e não queria ficar preso. Ela veio falar comigo sobre o que eu achava. Eu falei bem claro: “Qual o problema?”.

O que eu vejo dos relacionamentos é que quando as pessoas estabelecem um status já começa um monte de broncas. Acaba o sorriso. Ou tu conta uma piada ou não tem um sorriso espontâneo. Gente, eu sou super a favor do amor, do namorar. A gente precisa muito namorar. O relacionamento começou a virar um certificado de propriedade, como alguém é dono de mim e eu sou dono de alguém? Eu pertenço a alguém. E pra mim isso é um sentimento muito infantil. Uma criança precisa de um pai e de uma mãe, sem eles ela não sobrevive. Agora, um adulto não precisa pertencer a ninguém e não deve, isso só faz mal. Isso não faz bem para as relações. É só tu ver, quando tu estabelece que está em um relacionamento 50% da tesão vai embora na hora, no ato. E qual é a necessidade nisso? As pessoas inventam: “Ah, aprofundar.” Tu acha que aprofundar é morar junto? As pessoas ficam rabugentas pra caramba, isso é aprofundar? Outros dizem: “Transar só com a mesma pessoa aprofunda.” Aprofunda nada, eu conheço um monte de gente que está só com uma pessoa e tem fantasia de comer um monte de outras. E não dá quase nada para a relação e normalmente a parceira ou o parceiro estão insatisfeitos sexualmente. Tu chama aprofundar isso? Tu chama aprofundar essa tragédia grega? É muito cheio de preconceitos.

Foi o que falei para a minha amiga. Tu precisa dizer para a pessoa que tu está afim? Não. A pessoa está saindo contigo porque está afim. Parece que a gente quer obrigar a pessoa a ficar. Isso se chama propriedade. Tu é obrigado, tu é meu. Nas brigas em relacionamento as coisas que saem são absurdas, são ofensas estúpidas. As coisas que um fala para o outro são horríveis. E tu chama isso de amor? Tu fica acumulando um monte de merda. Não confiam no amor e então fazem esses contratos. Agora não é mais na igreja, é um contrato muitas vezes até espiritual. Aquela onda de me dedicar, me aprofundar, de não misturar as energias. Mentira. Baita mentira. Lorota grossa. Espiritualidade não tem nada a ver com repressão. Quem disse que é o oposto? “Ah, então vai virar putaria.” Mentira, putaria é relacionamento. Eu conheço um monte de gente assim. Eu atendia uma menina que vinha com todo esse discurso de relacionamento e o namorado dela transava com várias e mentia para ela. Várias. Não é uma pessoa que bateu. Uma pessoa reprimida fica com uma energia doente, a pessoa quer transar com um monte de gente. Olha, se tu estás em um relacionamento é perfeitamente normal que às vezes quando tu está amando alguém abra outro espaço para outra pessoa também, e aí? Isso é vida. Ou se não qual o fim?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s