Alguma coisa está errada comigo

brochar

Todos os meus amigos compartilhavam o quanto eles eram foda na cama. Eu me sentia muito mal com isso, era o único que não conseguia ter uma boa experiência no sexo. Alguma coisa estava errada comigo.

Lembro-me aos 23 anos, quando eu transava com a minha namorada, que todo o encontro sexual era uma frustração. Eu ejaculava nos primeiros 5 minutos de penetração. Eu sentia muita tensão no meu corpo, só funcionava na segunda vez (meia hora depois), e era em torno de 15 a 20 minutos. Era tudo muito controlado, a mulher não podia fazer muito som ou se mexer muito, porque eu ejaculava logo. Apesar de ejacular, que muitos pensam que é sinal de prazer, eu não tinha prazer durante a transa e no final eu só sentia o alívio da tensão que carregava.

Eu fiz várias coisas para mudar a situação. Pesquisei na internet técnicas para aguentar mais, mas elas não mudavam nada, a tensão continuava. Outra coisa que experimentei foi preservativos e produtos que retardam a ejaculação. Também não funcionava, ou eu gozava nos primeiros 10 minutos ou eu brochava por causa do retardante. Também experimentei me masturbar meia hora antes de transar com a namorada, e não fazia grande diferença. Passava muitas horas por dia na internet pesquisando soluções, “pacotes mágicos” para solucionar o problema, técnicas de massagem e de masturbação, nada trazia resultado, frente a uma mulher pouco ou nada era diferente.

Me sentia frustrado e mal porque eu não conseguia satisfazer a mulher, não conseguia ter o desempenho esperado, me sentia pouco homem, era isso que passava na minha cabeça. Eu não pensava em mim, como era para mim a experiência. Só tinha prazer me masturbando, num encontro com alguém a experiência era horrível. Se alguém me perguntasse sobre as melhores transas que já tive, eu não conseguiria falar, até os meus 26 anos eu não tive.

Tinha pavor que algum dos meus amigos soubesse ou que descobrisse e andasse a espalhar por aí do meu problema e que todos zoassem e rissem de mim. Eu só pensava que alguma coisa estava errada comigo e não sabia o que era. Com tudo o que experimentei para solucionar o problema, eu pensava que não era ejaculação precoce, pensava que era algo mais grave e eu guardava como segredo. Eu me tinha conformado que não havia solução mesmo, que era assim mesmo, que tinha que viver com isso pro resto da minha vida.

Já fiquei dois anos sozinho, sem transar com ninguém. Esse problema me impedia de eu chegar nas mulheres ou de deixar que elas chegassem. Eu evitava o problema, para não me sentir mal e frustrado, era certo que isso ia acontecer em qualquer encontro sexual. Eu achava que transar não é algo assim tão importante numa relação amorosa, na minha vida. Por muito tempo eu fiquei frustrado com esse problema, me sentia pouco homem, tive poucos encontros amorosos e poucas experiências sexuais por causa disso e isso me impediu de viver o meu prazer, o prazer no meu corpo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s