Os pais do Rosário

pais do rosario

Eu fiquei muito estarrecido e chocado ouvindo a Rádio Gaúcha sobre a manifestação dos pais do Rosário e suas reivindicações. Primeiro, eram três, quatro, cinco pais com uns deputados do PSL e se autodenominando que eles estão defendendo a Escola sem Partido, eles já são um próprio partido. E as reivindicações deles é que a escola não traga nenhum conteúdo além do cristão e o da família. E esse é um partido. Partido cristão, partido da família. Vão criar um bando de jumentos, que não sabem pensar. Vão pensar só por aquela ótica. A ótica cristã, a ótica da família. Só pode dar jumentos. Vão negar quem? Querem negar quem? Daqui uns dias Freud vai ser um criminoso de guerra. Daqui a uns dias… Marx já é, né? Engels, Einstein vão execrar, eles não vão poder nem ouvir o nome do Einstein, porque afinal de contas, ele botava a língua de fora. Einstein era irreverente, não era um cristão. Vão negar a vida, tudo, que absurdo! Eu acho ridículo, sabe? Mas eu tava ouvindo a Gaúcha e ouvi o tal de Paulo Germano falando e adorei o que ele falou. Adorei a coragem dele de chegar e encarar esses pais cristãos. Queria dar pessoalmente os parabéns pra esse cara porque ele teve a coragem de encarar esses malucos cristãos, sabe? Esses talibã cristão, entendeu? E eu vou reproduzir no nosso blog a coluna dele para que vocês vejam. Eu acho isso muito legal e também vai ser tema do Namasteen no Namastê essa coluna e discutir a respeito de ter idéias mais amplas.

Por Prem Milan

Segue abaixo a matéria do colunista Paulo Germano da ZH do dia 5 de agosto

Protesto no Rosário: pais contra doutrinação se comportam como doutrinadores
Justamente por ser contra qualquer lavagem cerebral, me agrada que os professores ofereçam conteúdos diferentes dos que as famílias já transmitem – e tentam impor – às crianças

Dois deputados e uma secretária municipal foram apoiar, na manhã desta segunda-feira (5), o protesto de pais que exigia, em frente ao Rosário, o fim de uma suposta doutrinação ideológica no colégio. Não foi. A culpa pela briga foi da insanidade que eles próprios vêm incentivando – no caso dos três políticos, vão me perdoar, vocês reproduzem o mesmíssimo divisionismo que o PT  praticava. E foi essa beligerância, essa intolerância no convívio entre visões divergentes, que levou aqueles meninos a se esbofetearem em frente ao professor.
Aliás, não havia nada de errado no vídeo que o professor apresentava quando os ânimos se acirraram: era uma entrevista com o sociólogo Sergio Adorno sobre as motivações (veja que irônico) da violência urbana no Brasil. Claro, pode-se discordar de cabo a rabo do que diz Adorno – e é justamente esse senso crítico que se espera de um bom aluno. Mas, definitivamente, não é senso crítico o que os pais querem.
O que eles querem é que o aluno, na escola, só tenha contato com o que a família concorda. Ora, justamente por ser contra qualquer tipo de doutrinação, proselitismo ou lavagem cerebral, a mim agrada que os professores ofereçam conteúdos diferentes dos que os pais já transmitem – e tentam impor – às crianças. Senão, para que serve o colégio?
O aluno ideal, como já escreveu Contardo Calligaris, é o que contesta os pais com o que aprendeu no colégio e contesta o colégio com o que aprendeu com os pais. Se a escola e a família são os grandes instrumentos de formação – e deformação – dos jovens, não pode ser saudável que as duas “concordem” o tempo todo. Pelo contrário: é a divergência entre elas que cria o espaço de conflito necessário para o aluno encontrar sua própria autonomia.
Até porque, no fim das contas, como os jovens poderão discordar de alguma coisa – seja no marxismo, seja na Bíblia – se mal sabem do que se trata? Impedir alguém de entrar em contato com tudo o que me desagrada, como se fosse eu o padroeiro da verdade, o guardião da certeza ou o mensageiro da luz, não é só defender a mediocridade. É, agora sim, praticar doutrinação.

Anúncios

3 comentários sobre “Os pais do Rosário

  1. DEpois de ler tanta m…Tenho a dizer que cheguei a conclusão que vc é um jumento.
    Porque a esquerda acha que pode fazer pregação político partidária nas escolas ?
    Você ouviu ou viu algum pai que é contra a doutrinação dizendo que a direita é quem deve fazer lavagem cerebral nas cabeças de crianças e adolescentes ?
    Se você é ateu é problema seu. Ninguém é obrigado a ter religião. Eu mesma não tenho.
    Mas não fique se achando o dono da razão porque vc só é dono do seu nariz.
    Escola é pra ensinar. Professores não são pagos para enfiar na cabeça de nossas crianças suas convicções políticas.
    Tô fora.
    Eliane Brendler

    • Pelo jeito para você os professores são pagos para ensina 1+ 1 é 2, B + o + l + a = bola. Nada além disso, todo o resto é comunismo, tudo é a esquerda se infiltrando no mundo.Mas pode falar muito em Deus, pecado, repressão, tudo isso pode! É pensamento que nem esse que elegeu aquele milico sábio, como é sábio o cara né? Suas entrevistas são espetaculares e seus filhos sumidades. Tem um deles que até fala em leis e devido a sua suma inteligência vai ser embaixador nos Estados Unidos. Coitado dos seus filhos com esse tipo de pensamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s