O diafragma é essencial para a realização sexual

tesão

Por Prem Milan

Dando sequência ao texto anterior – é óbvio que se você quiser aprofundar, isso vai exigir um certo esforço intelectual e emocional. Então, se você quer só textinho panfletário, aqui não vai rolar.
O diafragma é o regulador da respiração e não é uma questão de estudo de laboratório, não tem Oxford, nem Cambrigde, nem experts que resolvam. Você tem que entender e olhar pra você. Tem que compreender seu corpo, isso é autoconhecimento. Não sou eu que vou dizer como é teu corpo. Vou te dar pistas, ideias, noções. E com essas ferramentas você tem que começar a entender.
O diafragma fica entre o centro sexual e o centro do coração. O centro sexual é um centro instintivo, o que vem dali é involuntário. Se você colocar uma criança de até mais ou menos oito anos deitada para relaxar e respirar, você vai perceber que a respiração vai mexer, sem o menor esforço, com o pinto e a pepeca, como eles falam. Eu já observei meus filhos deitados respirando e naturalmente mexem.
Se você quer ciência, então vamos lá. O tempo inteiro essa respiração está trazendo energia para o centro sexual, para o instinto (o animal). Ele é alimentado, imantado por essa energia. É por isso que a criança tem muita, muita energia. Por isso, ela é tão espontânea e natural. A primeira coisa que a repressão sexual faz é trancar a respiração no diafragma.

Como acontece isso? Devido a preconceitos existentes dentro da cabeça de pais ditos até libertários. Quando a criança sente qualquer energia sexual, fica tensa. E toda vez que o ser humano fica tenso, ele contrai o diafragma. Observa cada vez que você tem medo ou tensão, o seu diafragma paralisa e a mandíbula dá uma travada. Se você experimentar tensionar a mandíbula, vai ver que isso gera um reflexo no pescoço, que é o centro do controle. Por isso as pessoas são tão tensas no pescoço, cheias de problemas na cervical, como hérnias, contraturas, etc.
Você tranca 1, 2, 3, 4, 5, muitas vezes, automaticamente. Em qualquer situação de um pouco mais de energia, o diafragma vai tensionar. Então, esse centro sexual instintivo, que era extremamente abundante de energia, cada vez recebe menos ar e, por isso, tem menos energia… E menos tesão. Menos capacidade de manter uma transa por mais tempo, 1 hora, 1 hora e meia. Isso que eu estou falando é em termos de produção de energia. Por isso você acha absurdo se eu disser pra você que dos 18 aos 35 anos você deveria transar todos os dias.
Agora sua cabeça vai dizer “o quê?!?!?!” Qual é o problema? Você não come todo dia? Você não vai ao banheiro todo dia? Por que não poderia transar todo dia? O esporte mais completo, mais eficiente, mais prazeroso, mais barato, mais ecológico… Aliás, muitíssimo ecológico.

Na sua cabeça já deve ter vindo um grito – “TARADO!” Por que não? Por que você não tem energia pra isso? Esse é o primeiro quesito. Por que ela está bloqueada. Agora imagine a sua vida se você transasse todos os dias? Não estou falando daquelas transas de 10 minutinhos, 15 minutinhos. Bota aí 1 hora por dia… Você já imaginou? Quanta energia você teria? Quantas portas se abririam?
Provavelmente você deve pensar… “E as prostitutas que transam todos dias?” A diferença é que elas não estão presentes. Elas simulam e vivem fantasias para poderem manter uma profissão. Usam tudo que é loucura para estar nisso. Não estou falando “em tese”. Frequentei assiduamente durante 2 anos todos os cabarés da cidade. Fui cliente de carteirinha do Gruta Azul, Madrigal e por aí afora… O resultado disso foi uma profunda depressão e uma frustração muito grande, que me impulsionou a querer buscar uma conexão do sexo com o coração. Mas não invalido essas minhas experiências, dos meus 18 aos 21 anos. Era o único lugar onde eu não me sentia rejeitado. Não tenho vergonha, não. Se quiser me derrubar por aí, pode derrubar. Eu dou risada. Sou um homem de conhecimento. Eu vivi muito, assim como vivi muitos amores.

Um segundo quesito para você transar todos os dias durante uma hora, pelo menos, principalmente para o homem, é não ejacular. Isso não deve ser feito de maneira controlada. Existe uma maneira natural para isso. Que é desmanchando as tensões corporais, abrindo o diafragma e levando mais energia para o centro sexual. Te sugiro um experimento: 20 minutinhos por dia, meu irmão. Só deita por 20 minutos e respira pela boca e faz o ar chegar abaixo do teu umbigo, no púbis e no genital. Em 15 dias você vai ver uma diferença sexual enorme! Não é teclando no Facebook que você vai conseguir isso. Se você não tem tempo para fazer isso, a sua vida tá muito mal. É melhor você ir ao sex shop arrumar utensílios para masturbação. Mas se você está realmente interessado em sexo, experimente. São 20 minutos por dia. Isso vai fazer bem não só pro seu sexo, mas pra todo seu ser. Faça isso de olhos abetos olhando um ponto fixo no teto. Sua mente deve estar pensando “mas que bobagem…” Experimenta, depois você me diz que bobagem é essa. Você nunca experimentou, como é que pode saber? Sua mente acha que sabe, mas na verdade não sabe coisa nenhuma. Não esqueça: respiração suave e profunda. Não faça respiração acelerada e curta, pois você pode ter uma tetania e entrar em processos emocionais, para o que é bom ter um apoio de um terapeuta.
Sugiro outra coisa: 15 dias de meditação Kundalini, que pode ser feito em casa. Dura 1 hora. No mínimo vai dobrar seu tesão. Vai fazer bem para todo teu corpo. Relaxante e energético. Quer o viagrão natural e orgânico? Tá aí! Barbada!
Tudo isso vai criar uma maior passagem de ar pro seu centro sexual, carregando-o de energia, que vai ser impulsionada para cima, na direção do coração.

Continuando sobre não ejacular, o homem ejacula porque não aguenta mais. Ele está começando a perder o controle. Começando a se sentir mais aberto, amoroso. Começa a dizer coisas para sua mulher “minha deusa, eu te amo, eu te adoro, eu quero transar contigo no céu…”. Aí o controle dispara, os seus artifícios de segurança entram em cena e você ejacula. E logo depois de ejacular dá uma baixada enorme e o cara ainda olha pro lado pra ver se a mulher está satisfeita. E ela se faz de satisfeita, mas não é verdade. Por que a única coisa que aconteceu é que o barato foi cortado. Parou a energia. Não sei qual foi o energúmeno que disse que ejacular é orgasmo. É apenas um alívio da tensão. Aparentemente você relaxa, mas é um relaxamento pobre. Relaxamento do indolente, do preguiçoso. E se ejacular fosse orgasmo, os os viciados em punhetas viveriam tendo orgasmo? Ah, você pensa que isso é raro? Com certeza 10% dos homens são viciados em punheta diária. Mais 20% comparecem toda semana. É óbvio que não você… E isso aí é orgasmo? Ejaculação precocezinha, de 5 minutinhos, é orgasmo? A mulher finge que tudo bem, porque ela mesmo perdeu a noção e a esperança. Está carente e dá graças a Deus que tem um cara. Pô, o cara tá te transformando em um depósito de esperma e pra ti tá tudo bem?! “Pô, Milan, tá pegando pesado, né?” E a situação não é pesada? Mulheres vivendo a vida sem conhecer orgasmos profundos e múltiplos não é frustrante? Não é trágico? Eu acho uma tragédia homens e mulheres não se realizarem sexualmente. Acho uma tragédia gravíssima, um caso grave de saúde pública.

Essa insatisfação e frustração é um dos maiores causadores de doenças. Além de estarem perdendo a possibilidade de viver mais profundamente o seu coração, os seus amores. Existem muitos outros experimentos para estimular essa sexualidade sadia. Verdadeiras bombas energéticas. Mas todos eles dependem da tua presença, da tua vontade. Os homens e as mulheres se acostumaram com o sexo descarga. Tô tenso, tô ruim e dou uma trepadinha. Isso é horrível! Eu jamais quero transar quando estou pra baixo. Quero estar abundante de energia para ter uma troca verdadeira e não para usar o outro como descarga. Não quero estar com uma mulher para ela ser meu pinico. Mas se você quer tratar o sexo com vulgaridade, então esse papo não é pra você.
Para mim, o sexo é um templo que é a ante sala do grande templo do coração.
Bom, esse texto já tem conhecimento suficiente então, como dizia Geraldo Vandré:
“Vem vamos embora
que esperar não é saber.
Quem sabe faz agora
Não espera acontecer”

Anúncios